Essa postagem faz parte da série de posts “Razões para NÃO ter um frenchie“. Sim, existem muitas razões e hoje descreveremos mais uma: você é obsessivo com limpeza.
A verdade é que, se você é realmente uma pessoa obsessiva por limpeza, você não deveria ter nenhum cachorro. Por quê? Porque a limpeza e a higiene (sob a ótica humana, claro) não são características próprias da natureza dos cães.
1) Cães comem cocô – esse é um comportamento natural da espécie deles.
2) Banhos em excesso, com uso de shampoos ou sabonetes, removem a proteção natural da pele dos cães, expondo-a a infecções. Justamente por isso, banhamos o Bento poucas vezes por ano.
3) Lavar as patas, depois de cada passeio, para não sujar a casa, também remove a proteção natural da pele e provoca um desequilíbrio microbiológico na pele das patas dos cães. Resultado? lambedura compulsiva e predisposição a infecções.
4) Cães reconhecem a si mesmos e aos outros pelos cheiros que exalam. Quando banhamos os cães, removemos a própria identidade deles! É por isso, que depois do banho, os cães se esfregam no tapete, no chão, nas paredes, na terra, na carniça e até no cocô alheio… é uma tentativa de recuperar um pouco dos odores orgânicos que perderam.
5) Cheiros de perfumes, sabonetes e de produtos de limpeza são um insulto para o olfato apuradíssimo dos cães.
Se você tem uma certa obsessão por limpeza, não tenha uma cachorro. Porque é certo: nessa relação, sempre haverá alguém infeliz – ou você ou o seu cachorro.
Tenha um gatinho (eles são animais obcecados por higiene também)?

 

Clique na imagem e baixe o seu manual gratuitamente

 

QUERO SER VIP

Quer participar do nosso grupo VIP? Cadastre-se!

NÓS APOIAMOS

CAMILLI CHAMONE

Pós-graduada em Genética e Biologia Molecular. Foi professora universitária federal de Biologia Celular e Genética. Criou buldogues franceses. Foi membro efetivo do Conselho Disciplinar do Kennel Clube de Belo Horizonte. Foi Diretora da Federação Mineira de Cinofilia. É editora do "Seu Buldogue Francês" o maior blog do mundo sobre buldogues franceses e de todas as mídias sociais que levam esse nome. É palestrante e consultora sobre bem-estar e comportamento canino. Além disso tudo é perdida e irremediavelmente apaixonada por frenchies.

SIGA O SEU BULDOGUE FRANCÊS NAS REDES SOCIAIS

E-mail

seubuldoguefrances@gmail.com

POSTS DO INSTAGRAM

Pin It on Pinterest

Share This