fbpx
Fonte: https://www.listland.com

Cães são animais sociais. Eles adoram brincar, correr e se divertir com seus tutores. Mas a maioria de nós tende a deixar nossos cães sozinhos em casa, sem nenhuma atividade estimulante, quando vamos trabalhar. E é aí que o problema começa…

Para lidar com a solidão e com o tédio, a maioria dos cães recorrer a um padrão comportamental incomum. Eles podem tornar-se agressivos, destrutivos e podem desenvolver comportamentos compulsivos.

Para ajudá-lo, listamos os cinco sinais de aviso, que informam a você que seu cão não está emocionalmente bem:

1. Comportamento destrutivo
Roer é comportamento natural dos cães. Entretanto, roer e destruir tudo (paredes, móveis, roupas, sapatos, etc.), de forma regular e, inclusive, compulsiva é uma forma que o cão encontra de aliviar o estresse que sente.

2. Vocalização excessiva
Latir demais. Chorar demais. Uivar demais. Isso não é normal.
Essas também são estratégias que o cão encontra para aliviar as suas tensões e tentar compensar o estresse que sente.

3. “Esquecer” a educação sanitária
Dificuldade para aprender, dificuldade para memorizar o que foi aprendido e esquecimento de um comportamento que já havia sido consolidado anteriormente são exemplos clássicos de um cérebro estressado e ansioso.

4. Depressão
Seu cão passa horas seguidas deitado no sofá, dormindo? Essa apatia não é normal!
Cães são animais de natureza exploradora. Na falta do que fazer, eles procuraram cavar o jardim ou visitar a lata de lixo, para ver o que é que existe de interessante ali dentro!
Se o seu cão passa o tempo todo deitado no sofá, enquanto você está fora, tenha certeza: ele está deprimido.

Infelizmente, os cães deprimidos costumam ser bastante negligenciados, porque eles são confundidos com “cães bonzinhos”, que não dão trabalho algum ao tutor.

5. Hiperatividade
Alguns cães entram em depressão, quando passam muitas horas sozinhos e outros… se comportam da forma contrária! Eles simplesmente não conseguem relaxar e descansar, tamanha é a aceleração mental que eles desenvolvem, por viverem uma rotina inadequada e estressante.

→ Seu cão apresenta qualquer um desses problemas? Entre em contato e agende uma consultoria online. Bem-estar é pré-requisito para saúde física e mental.




 

Clique na imagem e baixe o seu manual gratuitamente

 

Receba novidades e conteúdos exclusivos!

QUERO SER VIP

Quer participar do nosso grupo VIP? Cadastre-se!

NÓS APOIAMOS

CAMILLI CHAMONE

Pós-graduada em Genética e Biologia Molecular. Foi professora universitária federal de Biologia Celular e Genética. Criou buldogues franceses. Foi membro efetivo do Conselho Disciplinar do Kennel Clube de Belo Horizonte. Foi Diretora da Federação Mineira de Cinofilia. É editora do "Seu Buldogue Francês", o maior blog do mundo sobre buldogues franceses, e de todas as mídias sociais que levam esse nome. É palestrante e consultora sobre bem-estar e comportamento canino. Além disso tudo, é perdida e irremediavelmente apaixonada por frenchies.

SIGA O SEU BULDOGUE FRANCÊS NAS REDES SOCIAIS

E-mail

seubuldoguefrances@gmail.com

POSTS DO INSTAGRAM

Pin It on Pinterest

Share This