fbpx

Seu frenchie é ruim para comer?

Isso costuma acontecer quando o cão é alimentado com ração – é fácil demais entender o porquê disso e explicarei agora: olhe bem para essa magnífica mousse crocante de chocolates que Raiza Costa – a Rainha da Cocada – preparou:  

Não sei você, mas, só de olhar, já sinto água na boca! Entretanto, imagine ter que comer essa mousse no momento em que você é desmamado até o último dia de sua vida, em todas as suas refeições, todos os dias.
Agora me diga o que você sente.
Pois é… cães enjoam da monodieta também! A única maneira de fazer um cão ter vontade de comer sempre é oferecendo-lhe uma dieta variada, não “enjoativa”.
Há poucos casos em que os cães alimentados com dieta caseira balanceada – que é muito diversificada – apresentam algumas “chatices para comer”. Quando isso acontece, recomendamos o seguinte:
  • Estabeleça horários fixos para as refeições. Cães que “biliscam” comida, o dia todo, sentem menos fome;
  • Procure descobrir se há algum alimento que seu cão não goste. Alguns cães não toleram carnes cruas, outros rejeitam alguns legumes, etc. – mas não permita ser manipulado!
  • Aguarde 30 minutos para recolher a vasilha de comida. Mesmo se seu cão não comeu, remova “o prato” e só ofereça comida novamente no próximo horário das refeições. Só assim ele entenderá que existe rotina alimentar; 
  • Alguns cães têm naturalmente pouco apetite. Isso faz parte da fisiologia deles!  Se for esse o caso, simplesmente aceite e respeite o corpo do seu cão! Por favor, nada de pedir medicamentos estimuladores de apetite ao veterinário. 
Leia também este post que escrevemos em 2011 sobre esse assunto: http://villechamonix.blogspot.com.br/2011/04/meu-frenchie-nao-come.html

Receba os posts por email: Delivered by FeedBurner
siga-nos: 
]]>

 

SAIBA TUDO SOBRE OS BULDOGUES FRANCESES!

Clique na imagem e baixe o seu Manual.

 

Receba novidades e conteúdos exclusivos!

QUERO SER VIP

Quer participar do nosso grupo VIP? Cadastre-se!

NÓS APOIAMOS

CAMILLI CHAMONE

Pós-graduada em Genética e Biologia Molecular. Foi professora universitária federal de Biologia Celular e Genética. Criou buldogues franceses. Foi membro efetivo do Conselho Disciplinar do Kennel Clube de Belo Horizonte. Foi Diretora da Federação Mineira de Cinofilia. É editora do "Seu Buldogue Francês", o maior blog do mundo sobre buldogues franceses, e de todas as mídias sociais que levam esse nome. É palestrante e consultora sobre bem-estar e comportamento canino. Além disso tudo, é perdida e irremediavelmente apaixonada por frenchies.

SIGA O SEU BULDOGUE FRANCÊS NAS REDES SOCIAIS

E-mail

seubuldoguefrances@gmail.com

POSTS DO INSTAGRAM

Pin It on Pinterest

Share This