fbpx

CASTRAR TORNOU-SE UMA MEDIDA DE PROTEÇÃO CONTRA ROUBOS PARA CÃES DE COMPANHIA. AFINAL, QUEM IRÁ ROUBAR UM CÃO CASTRADO SE ELE NÃO PODE REPRODUZIR?
A QUE PONTO CHEGAMOS…

* * * * * * * * * * * *

No dia 20/11, meu cão bullmastiff de 10 meses (fotos abaixo) seguiu viagem com um handler contratado, até SP para participar da última exposição lá realizada nos dias 21 e 22/11.
No dia 22/11, por volta das 20:00, recebi uma mensagem de texto avisando que meu cão havia morrido de causas “naturais” e, imediatamente, telefonei desesperada em busca de informações e esclarecimentos, bem como para pedir que o corpo fosse trazido de volta a Curitiba para uma necropsia. O handler, no entanto, covardemente desligou o telefone, deixando-me HORAS E HORAS sem notícia alguma. Durante a madrugada, finalmente consegui falar com ele e pedi o corpo, mas não fui atendida. Começou então uma longa teia de mentiras sem pé nem cabeça sobre a causa e o dia exato da morte e sobre o paradeiro do corpo.
Pessoas que estavam lá não viram meu cão entrar em pista no sábado, e o handler alega que ele amanheceu morto no domingo. Por que então não entrou em pista, se estava bem até domingo? Também me informaram que, nesta exposição, nenhum cão morreu.
O handler afirmou que pediu para um veterinário de Bragança Paulista buscar o corpo para uma necropsia, mas que o mesmo veterinário resolveu deixar o corpo do meu cão num pedágio entre São Paulo e Bragança. Segundo eles, depois de 4 horas após a morte seria impossível uma necropsia (mentira!!! Não existe este prazo de 4 horas). Indaguei em seguida o porquê de ele não haver chamado o veterinário responsável da exposição e o porquê de Bragança Paulista (a 200 km de lá), já que o corpo poderia ter sido armazenado, até que eu fosse buscá-lo, num freezer em uma das milhares de clínicas existentes em SP. No entanto, as respostas eram sempre diferentes e nada fazia sentido. Por fim, depois de INÚMERAS versões, ele assumiu que não chamou veterinário algum e que não me avisou no dia porque o cão já estava morto “mesmo”. Vale lembrar que NÃO EXISTE PEDÁGIO ENTRE SÃO PAULO E BRAGANÇA PAULISTA. Tentei por vários dias reaver, sem sucesso, o corpo do meu cão supostamente morto, para descobrir, por meio de necropsia, a causa mortis. O handler afirma que eu nao tenho esse direito (COMO É QUE É???!!!), recusando-se a me devolver o corpo. Já acionei, há vários dias, minha advogada e dei queixa na polícia para reaver o corpo do meu cão, VIVO OU MORTO. No dia 01/12, a polícia me avisou que ele traria o corpo até sexta (04/12), mas hoje é dia 16/12 e NADA!!
Nesta segunda, em novo depoimento, ele mudou mais uma vez sua versão, dizendo que “na verdade” o cão amanheceu morto no sábado e que ele resolveu seguir apresentando outros cães até o fim do dia. Depois disso, teria ido visitar dois amigos em Bragança Paulista, levando o corpo do meu cão. Como os dois amigos disseram que após 4 horas não poderia ser feita necropsia, ele resolveu jogar fora o corpo do meu cão. No domingo, seguiu participando da exposição e apenas no domingo à noite me avisou por mensagem de celular, desligando-o em seguida. QUE TIPO DE PROFISSIONAL É ESTE, QUE SE RECUSA A DEVOLVER O CORPO DE UM CÃO A SUA PROPRIETÁRIA?
E QUE TIPO DE PROFISSIONAL É ESTE, QUE SE DESFAZ DE UM CORPO SEM O CONHECIMENTO OU AUTORIZAÇÃO DA PROPRIETÁRIA??
QUE TIPO DE PROFISSIONAL É ESTE, COM TÃO POUCO RESPEITO PELA VIDA???
QUE TIPO DE PROFISSIONAL É ESTE, QUE DÁ UMA NOTÍCIA ASSIM POR CELULAR E O DESLIGA EM SEGUIDA??
COVARDE…..REVOLTANTE! REVOLTANTE!!!
NÃO DESCANSAREI ENQUANTO NÃO TIVER O CORPO DO THOR COMIGO, VIVO OU MORTO, E ESTE HANDLER CRIMINOSO NÃO FOR PUNIDO!
QUEM NÃO TEM NADA A ESCONDER, NÃO ESCONDE UM CORPO!!!!
REVOLTANTE!!!ESTOU ENOJADA! QUALQUER INFORMAÇÃO SOBRE O PARADEIRO DO MEU CÃO SERÁ BEM-VINDA.
NO DIA 12/12 ELE COMPLETOU 11 MESES.
AS FOTOS ENVIADAS AQUI FORAM TIRADAS 3 DIAS ANTES DO SEU DESAPARECIMENTO AOS 10 MESES DE IDADE. Atende pelo nome de Thor OBS: O meu cão morava comigo e é muito amado. O único motivo de ter participado de algumas exposições foi o pedido da criadora que o vendeu, expressando o desejo de que ele pelo menos fechasse os campeonatos. Em 10 meses, ele havia ido a apenas 2 outras exposições, antes dessa em que supostamente morreu. OFEREÇO RECOMPENSA NO VALOR DE 3 MIL REAIS A QUEM PUDER ME DIZER O PARADEIRO DO MEU CACHORRO. Obrigada,
Viviane Madeira vivi.madeira@hotmail.com tel:41 92368813
]]>

 

SAIBA TUDO SOBRE OS BULDOGUES FRANCESES!

Clique na imagem e baixe o seu Manual.

 

Receba novidades e conteúdos exclusivos!

QUERO SER VIP

Quer participar do nosso grupo VIP? Cadastre-se!

NÓS APOIAMOS

CAMILLI CHAMONE

Pós-graduada em Genética e Biologia Molecular. Foi professora universitária federal de Biologia Celular e Genética. Criou buldogues franceses. Foi membro efetivo do Conselho Disciplinar do Kennel Clube de Belo Horizonte. Foi Diretora da Federação Mineira de Cinofilia. É editora do "Seu Buldogue Francês", o maior blog do mundo sobre buldogues franceses, e de todas as mídias sociais que levam esse nome. É palestrante e consultora sobre bem-estar e comportamento canino. Além disso tudo, é perdida e irremediavelmente apaixonada por frenchies.

SIGA O SEU BULDOGUE FRANCÊS NAS REDES SOCIAIS

E-mail

seubuldoguefrances@gmail.com

POSTS DO INSTAGRAM

Pin It on Pinterest

Share This