fbpx

A microbiota saudável os ajuda a digerir alimentos, ajuda a manter o número de micro-organismos patogênicas sob controle e cumpre um sem número de outras funções (ativação de hormônios, produção de neurotransmissores, e por aí vai). Por isso mesmo, perturbações na imunidade refletem na microbiota saudável, causando doenças. Um exemplo disso é a sarna demodécica. Na pele íntegra e normal de todo e qualquer cão, residem ácaros chamados de demodex canis. A concentração desses ácaros na pele mantém-se em níveis saudáveis quando o cão está saudável. Entretanto, alterações na imunidade fazem com que a microbiota da pele entre em desequilíbrio, ocorrendo o aumento das concentrações do demodex. Algumas pessoas insistem em dizer que a sarna demodécica é passada de mãe para filho – esse é um conceito equivocado, errado, absurdo! O que ocorre é que o ácaro demodex canis, assim como milhares de bactérias e fungos, são passados do cão que possui contato mais próximo ao filhote (a mãe, na maioria das vezes) no período pós-parto – sem que essa seja uma transmissão patológica. Esses micro-organismos são colonizadores naturais da pele, mucosas, etc. Resumindo: a mãe (ou qualquer outro cão que faça contato prolongado e íntimo com filhotes) transmite o ácaro demodex, mas isso não significa que o filhote terá sarna demodécica.
A “transmissão” de microbiota também acontece no período pós-parto entre mães e bebês humanos. O que provoca essa doença é a flutuação da imunidade, que pode ser causada por diversos fatores: vacinação, idade, subnutrição, má qualidade da alimentação, verminoses, doenças (leishmaniose, câncer, anemia, etc.). Para ler mais sobre a sarna demodécica, clique aqui.

Receba os posts por email: Delivered by FeedBurner
siga-nos: 
]]>

 

SAIBA TUDO SOBRE OS BULDOGUES FRANCESES!

Clique na imagem e baixe o seu Manual.

 

Receba novidades e conteúdos exclusivos!

QUERO SER VIP

Quer participar do nosso grupo VIP? Cadastre-se!

NÓS APOIAMOS

CAMILLI CHAMONE

Pós-graduada em Genética e Biologia Molecular. Foi professora universitária federal de Biologia Celular e Genética. Criou buldogues franceses. Foi membro efetivo do Conselho Disciplinar do Kennel Clube de Belo Horizonte. Foi Diretora da Federação Mineira de Cinofilia. É editora do "Seu Buldogue Francês", o maior blog do mundo sobre buldogues franceses, e de todas as mídias sociais que levam esse nome. É palestrante e consultora sobre bem-estar e comportamento canino. Além disso tudo, é perdida e irremediavelmente apaixonada por frenchies.

SIGA O SEU BULDOGUE FRANCÊS NAS REDES SOCIAIS

E-mail

seubuldoguefrances@gmail.com

POSTS DO INSTAGRAM

Pin It on Pinterest

Share This