fbpx



Dentro de nossas casas, eles nos mostram isso muito claramente: gostam de dormir debaixo das camas, debaixo das mesas, cadeiras, etc.
Por aqui, uma de nossas meninas, quando era filhote, conseguiu entrar debaixo de uma cama box e furou o forro da mesma… era lá que gostava de dormir, até o dia que não deu conta mais de entrar!
Cães sentem-se seguros dentro de suas “tocas”! Tendo posse deste conhecimento, há cerca de 1 ano, cada um de meus cães tem o seu próprio crate dentro de casa. Eles o utilizam para comer, fazer seus cochilos durante o dia e dormir à noite.
Quando a casa está sendo limpa, é nos crates que os cães ficam também. Não corremos o risco de deixá-los em contato com produtos de limpeza. Existem algumas regras gerais sobre os crates: 1. Os crates NUNCA devem ser utilizados como um lugar de castigo ou prisão. 2. Não deixe o seu cão por muito tempo no crate, com exceção do período da noite quando ele está dormindo. Para cada mês de idade, 1h no crate, mas o treinamento é gradativo. 3. Certifique-se que o cão tenha espaço para esticar e virar-se dentro do crate. 4. Muitas pessoas, inadvertidamente, ensinam os seus cães, que ficar no crate = humanos de estimação sair de casa. É importante colocar o seu cão no crate, o tempo todo, a qualquer hora, então ele não o verá como um precursor para algo que não gosta. 5. Coloque brinquedos e coisas que seu cão goste para ajudar a mantê-lo entretido enquanto está no crate. Isto irá ajudar a construir uma associação positiva com seu crate.
Dicas importantes: – Jogue brinquedinhos para o seu cão lá dentro. Isso o incentivará a permanecer lá dentro. Ele associará o crate com diversão. – Ensine seu cão a esperar para entrar e sair do crate. Você mesmo pode escolher a palavra: “Senta”, “Espera”, mas ele não pode empurrar a porta com as patas. Você deve estar sempre no comando. Recompense-o sempre pela sua boa atitude! 🙂 – Na maioria das vezes, no começo, os cães preferem sair dos crates, ao invés de entrar. Mas, se ele associar o crate com comida, ficará mais incentivado a permanecer lá dentro. Comer é uma necessidade básica! Aqui em casa, os cães são alimentados, única e exclusivamente, dentro dos crates. Dessa maneira, eles não me enrolam, sabem que aquela é a hora de comer e mais importante, não ficam incomodados com o que os outros frenchies estão comendo ou deixando de comer! – Crate não é prisão. Durante o dia, os cães entram e saem quando querem. Durante a noite, ficam presos, dormindo. Em lugar algum da casa, é aconselhável deixar cães soltos, sem supervisão. Fiação elétrica, brinquedos pequenos, o forro do sofá… tudo isso pode ser fatal. Utilize o crate, se precisar sair e não houver ninguém para supervisionar seu cão. – Utilizar o crate para educar filhotes a fazer xixi e cocô no lugar certo é excelente! Mesmo os filhotes possuem o instinto de não fazer suas necessidades no lugar onde dormem. Portanto, quando você não estiver em casa para educá-lo, por um breve período de tempo, o crate é o melhor lugar para deixá-lo. – O crate é território do SEU cão. Muitas vezes, quando a casa está cheia ou quando não está em um dia bom, é para lá que ele vai. Ele está dizendo claramente: “Não quero ser perturbado”. Portanto, respeite isso e ensine as pessoas a respeitar isso também. Não permita que crianças entrem no crate e ocupem um lugar que não é delas.

Eu A-D-O-R-A-R-I-A ter crates assim pela minha casa:



Mas, por enquanto, os que uso são estes super laváveis mesmo:
Quem se interessou pelo assunto pode fazer uma busca no Google e no You Tube utilizando os termos:
– Crate training
– Crate training puppies
– Housebreaking crate]]>

 

SAIBA TUDO SOBRE OS BULDOGUES FRANCESES!

Clique na imagem e baixe o seu Manual.

 

Receba novidades e conteúdos exclusivos!

QUERO SER VIP

Quer participar do nosso grupo VIP? Cadastre-se!

NÓS APOIAMOS

CAMILLI CHAMONE

Pós-graduada em Genética e Biologia Molecular. Foi professora universitária federal de Biologia Celular e Genética. Criou buldogues franceses. Foi membro efetivo do Conselho Disciplinar do Kennel Clube de Belo Horizonte. Foi Diretora da Federação Mineira de Cinofilia. É editora do "Seu Buldogue Francês", o maior blog do mundo sobre buldogues franceses, e de todas as mídias sociais que levam esse nome. É palestrante e consultora sobre bem-estar e comportamento canino. Além disso tudo, é perdida e irremediavelmente apaixonada por frenchies.

SIGA O SEU BULDOGUE FRANCÊS NAS REDES SOCIAIS

E-mail

seubuldoguefrances@gmail.com

POSTS DO INSTAGRAM

Pin It on Pinterest

Share This