fbpx

Durante o desenvolvimento do cão macho, os testículos migram do abdomen para a bolsa escrotal.
Criptorquidismo é a condição onde um ou ambos testículos permaneceram retidos no abdomen. Até os 2 meses de idade, os testículos já estão descidos na maioria dos cães.


Como o criptorquidismo é adquirido?
Ocorre por questões genéticas.
Embora ocorra, obviamente, apenas em cães machos, a fêmea pode carregar o gene para o criptorquidismo.
Machos heterozigotos = normais para o criptorquidismo
Machos homozigotos = criptorquídicos
Fêmeas homozigotas e heterozigotas para o criptorquidismo serão sempre normais.
O que o criptorquidismo significa para você e para o seu cão?
Cães criptorquídicos possuem maiores chances de desenvolver cânceres testiculares se o testículo retido não for removido.
Para quem deseja um cão, exclusivamente para companhia, e já pretende castrá-lo, o criptorquidismo não é uma condição importante.
Cães criptorquídicos não podem participar de exposições cinófilas e JAMAIS DEVEM SER REPRODUZIDOS, uma vez que a condição é genética.
Como o criptorquidismo é tratado? O único tratamento é a castração (remoção dos testículos).
Cães criptorquídicos devem ser castrados por 02 (duas) razões:
  • se os testículos não forem removidos, aumentam as chances do cão desenvolver tumores testiculares;
  • se o cão for acasalado, o traço será transmitido às gerações seguintes.

Qual é o prognóstico para cães com criptorquidismo?
Se a castração for feita antes do desenvolvimento de qualquer tipo de tumor testicular, o prognóstico é excelente.
Se o cão não for castrado e houver desenvolvimento de algum tipo de câncer, o prognóstico variará de reservado a desfavorável, dependendo do tipo de tumor.
Referências:
Canine and Feline Cryptorchidism. Recent Advances in Small Animal Reproduction, P. W. Concannon, G. England and J. Verstegen (Eds.). Publisher: International Veterinary Information Service (www.ivis.org), Ithaca, New York, USA. Canine Inherited Disorders Database: http://www.upei.ca/~cidd/intro.htm NEOPLASIAS TESTICULARES EN CANINOS: UN CASO DE TUMOR DE CÉLULAS DE SERTOLI. Rev.MVZ Cordoba vol.13 no.1 Córdoba Jan./May 2008.
Sugestão de leitura:
>> Criptorquidismo: Blitz, Documentos! Texto escrito por Sirley Velho ]]>

 

SAIBA TUDO SOBRE OS BULDOGUES FRANCESES!

Clique na imagem e baixe o seu Manual.

 

Receba novidades e conteúdos exclusivos!

QUERO SER VIP

Quer participar do nosso grupo VIP? Cadastre-se!

NÓS APOIAMOS

CAMILLI CHAMONE

Pós-graduada em Genética e Biologia Molecular. Foi professora universitária federal de Biologia Celular e Genética. Criou buldogues franceses. Foi membro efetivo do Conselho Disciplinar do Kennel Clube de Belo Horizonte. Foi Diretora da Federação Mineira de Cinofilia. É editora do "Seu Buldogue Francês", o maior blog do mundo sobre buldogues franceses, e de todas as mídias sociais que levam esse nome. É palestrante e consultora sobre bem-estar e comportamento canino. Além disso tudo, é perdida e irremediavelmente apaixonada por frenchies.

SIGA O SEU BULDOGUE FRANCÊS NAS REDES SOCIAIS

E-mail

seubuldoguefrances@gmail.com

POSTS DO INSTAGRAM

Pin It on Pinterest

Share This