fbpx

Este é o pug Santiago em uma crise de hipertermia, que morreu em decorrência deste problema, porque nem os funcionários da companhia aérea GOL e nem o seu proprietário souberam diagnosticar/tratar a questão. Aprendam a diagnosticar a crise e recuperem seu cão o quanto antes se um episódio acontecer:


Hipertermia só é fatal se não há socorro imediato. Faz parte do socorro imediato:
  • resfriar o corpo do cão (mas não é para jogá-lo em uma piscina gelada! isso pode provocar vasoconstrição periférica e piorar ainda mais o quadro… vá molhando o corpo continuamente, de cima para baixo até deixar o cão encharcado e frio)
  • oferecer água (se puder espremer um limão nesta água, melhor ainda – o limão dissolve a saliva grossa que provoca engasgos)
  • remover o cão para um ambiente fresco

Lembre-se que cães braquicefálicos, cães que estão acima do peso e cães mais velhinhos tem dificuldades naturais de  compensar o calor do corpo. Portanto, fique atento aos sinais!
]]>

 

SAIBA TUDO SOBRE OS BULDOGUES FRANCESES!

Clique na imagem e baixe o seu Manual.

 

Receba novidades e conteúdos exclusivos!

QUERO SER VIP

Quer participar do nosso grupo VIP? Cadastre-se!

NÓS APOIAMOS

CAMILLI CHAMONE

Pós-graduada em Genética e Biologia Molecular. Foi professora universitária federal de Biologia Celular e Genética. Criou buldogues franceses. Foi membro efetivo do Conselho Disciplinar do Kennel Clube de Belo Horizonte. Foi Diretora da Federação Mineira de Cinofilia. É editora do "Seu Buldogue Francês", o maior blog do mundo sobre buldogues franceses, e de todas as mídias sociais que levam esse nome. É palestrante e consultora sobre bem-estar e comportamento canino. Além disso tudo, é perdida e irremediavelmente apaixonada por frenchies.

SIGA O SEU BULDOGUE FRANCÊS NAS REDES SOCIAIS

E-mail

seubuldoguefrances@gmail.com

POSTS DO INSTAGRAM

Pin It on Pinterest

Share This