fbpx

Bem, não vou começar meu blog com uma histórinha romântica, mas vou escrever uma história VERÍDICA. Que acabou de sair do forno. Eis que, estávamos assistindo um DVD, os meninos embrulhados nos edredons, Alice e Sara roncando gostoso entre eles… escuto o telefone tocar: – Lucas, dá “pause” no filme, filho, por favor, vamos achar minha bolsa, o celular está tocando! É sempre assim. Sou péssima com telefone. Quando acho a bolsa, muitas vezes, parece que o buraco negro dentro dela engoliu o telefone. Quer obter uma resposta rápida? Mande-me um e-mail!
Mas, voltando ao assunto, achei a bolsa e consegui resgatar o telefone do buraco negro. Atendi e participei de um diálogo bastante singular: voz feminina – Alô, é do Chamonix? eu – Oi, aqui quem fala é a Camilli, criadora de buldogues franceses. voz feminina – Pois é, eu tenho um macho, de 9 anos, maravilhoso, mas como ele já está bem velhinho, eu quero comprar outro, mas tem que ser igual ao seu cão X. eu – Ah, que bom! Eu também acho esse cão lindo. Mas, não tenho filhotes dele agora. Talvez terei no fim deste ano. A minha cadela Y foi inseminada com ele agora. voz feminina – Inseminada? eu – É. Buldogues franceses não fazem monta natural. voz feminina – Fazem sim! Eu crio buldogues franceses e o meu buldogue francês de 9 anos dá conta do recado até hoje, com todas as cadelas do quintal. eu – Ah, então a sra. deseja um cão para reprodução? voz feminina – Claro! eu – Me desculpe, então não poderei lhe servir pois todos os meus cães são vendidos com registro limitado. Não vendo cães para reprodução, apenas para companhia. voz feminina – O queeeeeeeee minha filha? E as necessidades naturaissss dos cãesssssss? Quer dizer que terei que ficar com o cão aqui e ele não vai poder cruzar? eu – Não, minha sra. Isso quer dizer que eu não poderei lhe atender. Quer dizer que a sra. terá que procurar um criador que não trabalhe com registro limitado. voz feminina – Mas isso é um absurdo, #&*¨%$#$, blá, blá, blá, #&*¨%$, blá, blá, blá, #&*¨%$, blá, blá, blá, #&*¨%$, blá, blá, blá, mas é um absurdo mesmo, #&*¨%$, blá, blá, blá, #&*¨%$, blá, blá, blá, #&*¨%$, blá, blá, blá, #&*¨%$, blá, blá, blá, #&*¨%$, blá, blá, blá, #&*¨%$, blá, blá, blá, #&*¨%$, blá, blá, blá, #&*¨%$, blá, blá, blá, #&*¨%$, e é um absurdo, blá, blá, blá, #&*¨%$, blá, blá, blá, #&*¨%$ , blá, blá, blá, #&*¨%$, blá, blá, blá, #&*¨%$, absurdo, blá, blá, blá, #&*¨%$, blá, blá, blá, #&*¨%$ , blá, blá, blá, #&*¨%$, blá, blá, blá, #&*¨%$, blá, blá, blá, #&*¨%$, blá, blá, blá, #&*¨%$. eu – Foi um prazer conversar com a sra. Boa sorte!
(…)
Pelo jeito, assunto é o que não vai faltar para no nosso blog!
É cada coisa que me aparece….
🙂
]]>

 

SAIBA TUDO SOBRE OS BULDOGUES FRANCESES!

Clique na imagem e baixe o seu Manual.

 

Receba novidades e conteúdos exclusivos!

QUERO SER VIP

Quer participar do nosso grupo VIP? Cadastre-se!

NÓS APOIAMOS

CAMILLI CHAMONE

Pós-graduada em Genética e Biologia Molecular. Foi professora universitária federal de Biologia Celular e Genética. Criou buldogues franceses. Foi membro efetivo do Conselho Disciplinar do Kennel Clube de Belo Horizonte. Foi Diretora da Federação Mineira de Cinofilia. É editora do "Seu Buldogue Francês", o maior blog do mundo sobre buldogues franceses, e de todas as mídias sociais que levam esse nome. É palestrante e consultora sobre bem-estar e comportamento canino. Além disso tudo, é perdida e irremediavelmente apaixonada por frenchies.

SIGA O SEU BULDOGUE FRANCÊS NAS REDES SOCIAIS

E-mail

seubuldoguefrances@gmail.com

POSTS DO INSTAGRAM

Pin It on Pinterest

Share This