fbpx

A solidão os conduz a hábitos destrutivos – inclusive auto-destrutivos – para aliviar o stress: roer tudo da casa, lambedura compulsiva de patas, auto-mutilação, coprofagia que persiste na idade adulta, somatização de doenças e uma lista enormeeeeeee de outros sintomas. Eu acredito que adquirir um cãozinho, como novo integrante da família, deve ser um ato absolutamente bem pensado e cercado de responsabilidades. Nunca fruto de um capricho ou modismo. Este cãozinho poderá viver 15 anos ou mais, por isso, seus interesses devem estar acima dos nossos interesses e vaidades. Buldogues franceses têm necessidades especiais e não são para qualquer pessoa. Viver com eles é diferente de olhá-los e admirá-los.
Como criadora de frenchies é minha responsabilidade colocar os nenéns em lares onde eles terão uma vida digna, cercados de cuidados e amor. Pois é disso que eles precisam para crescer e envelhecer felizes. ]]>

 

SAIBA TUDO SOBRE OS BULDOGUES FRANCESES!

Clique na imagem e baixe o seu Manual.

 

Receba novidades e conteúdos exclusivos!

QUERO SER VIP

Quer participar do nosso grupo VIP? Cadastre-se!

NÓS APOIAMOS

CAMILLI CHAMONE

Pós-graduada em Genética e Biologia Molecular. Foi professora universitária federal de Biologia Celular e Genética. Criou buldogues franceses. Foi membro efetivo do Conselho Disciplinar do Kennel Clube de Belo Horizonte. Foi Diretora da Federação Mineira de Cinofilia. É editora do "Seu Buldogue Francês", o maior blog do mundo sobre buldogues franceses, e de todas as mídias sociais que levam esse nome. É palestrante e consultora sobre bem-estar e comportamento canino. Além disso tudo, é perdida e irremediavelmente apaixonada por frenchies.

SIGA O SEU BULDOGUE FRANCÊS NAS REDES SOCIAIS

E-mail

seubuldoguefrances@gmail.com

POSTS DO INSTAGRAM

Pin It on Pinterest

Share This